Notícias

Donald Trump e Kim Jong-un assinam acordo para encerrar a produção de armas nucleares nas Coreias

Nesta terça-feira (12) ocorreu o encontro entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong-umn em Singapura. Os chefes de estado das duas nações discutiram pontos importantes para o avanço no diálogo entre os dois países. O principal comprometimento foi a desnuclearização da península coreana.

O encontro ocorreu no Hotel Capella, localizado na Ilha de Sentosa. O governo da Singapura implantou um rigoroso sistema de segurança para garantir que a reunião ocorresse, incluindo o fechamento do espaço aéreo da cidade-estado pelos dias 11,12 e 13 de julho.

O desmonte das armas nucleares já consta na Declaração de Panmunjon, acordo de paz que substitui o armistício de 1953, que foi assinado no encontro dos líderes das duas Coreias no dia 27 de abril. Além do fim da produção de armas nucleares foram assinados outros pontos no documento, sendo eles:

1 -E UA e Coreia do Norte se comprometem a estabelecer relações de acordo com o desejo de seus povos pela paz e prosperidade;

2- Os dois países irão unir seus esforços para construir um regime de paz estável e duradouro na península coreana;

3- Reafirmando a Declaração de Panmunjon, de 27 de abril de 2018, a Coreia do Norte se compromete a trabalhar em direção à completa desnuclearização da península coreana;

4- Os EUA e a Coreia do Norte se comprometem a recuperar os restos mortais de prisioneiros de guerra, incluindo a imediata repatriação daqueles já identificados.

Trump afirmou que o processo de desnuclearização da península pode levar anos e ainda mantem as sanções impostas na Coreia do Norte até "quando tivermos certeza de que as armas nucleares não são mais um fator", conclui Trump.

O encontro inédito em Singapura teve o objetivo de encerrar o programa nuclear construído durante a ditadura comunista na Coreia do Norte, em troca da retirada das sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos. Durante os últimos meses a nação norte-coreana fez diversos testes envolvendo misseis balísticos intercontinentais.