Notícias

Alunos municipais recebem 69 medalhas na premiação na OpMat

A Universidade Estadual de Ponta Grossa realizou a premiação da Olimpíada Ponta-grossense de Matemática, a OpMat, condecorando os alunos mais bem colocados. A maratona de conhecimentos, finalizada em evento no último sábado (01), no Teatro Pax, premiou 69 alunos do 5º ano das escolas públicas municipais. Com a participação de alunos das redes municipal e particular, o principal objetivo da OpMat é despertar nos alunos o interesse pela magia da matemática.

 

No quadro de medalhas, os alunos das escolas públicas municipais levaram quatro das dez medalhas de prata, 26 de bronze e outras 39 menções honrosas. A professora Annaly Schewtschik, coordenadora de Matemática da Secretaria Municipal de Educação, aponta que o resultado positivo é graças ao trabalho das professoras da área. “Revelar talentos é um dos principais objetivos das olimpíadas de Matemática. O que significa dar possibilidades para todos os alunos gostarem de Matemática e, ao olhar para ela, ver que são capazes de aprendê-la”, disse Annaly.

 

O aluno Francisco Grokovski, da Escola Municipal João Maria Cruz, foi o melhor colocado entre todos os estudantes das escolas públicas. Seu segredo para ir bem na matéria é prestar atenção em sala de aula. “Tem que prestar atenção no professor e tem que estudar. Se não ficar bagunçando e prestar atenção, aí vai bem”, define Francisco, que também levou para casa um troféu pelo seu primeiro lugar. Sua mãe, Larissa Grokovski, conta que a dedicação do filho se dá especialmente em sala de aula. “Ele é muito tranquilo em relação ao estudo. Eu não vejo ele estudando muito, não. Eu penso que é porque ele realmente aprende na sala de aula e porque ele tem facilidade com a matemática”, diz Larissa, que também elogia o trabalho da Escola João Maria Cruz. “Fazem um ótimo trabalho com as crianças”, acredita.

 

Elizângela dos Santos Meza, professora do Departamento de Matemática e Estatística da UEPG e coordenadora da Olimpíada Ponta-grossense de Matemática, conta que a competição local também prepara os alunos para a olimpíada nacional. “Sabíamos que haveria o lançamento do nível júnior nacional, então já buscamos viabilizar o local. Nosso objetivo é estimular o estudo da matemática e também preparar os nossos alunos, que tomem gosto pelo estudo. Há vários alunos com altas habilidades na matemática, e queremos destacá-los. Quisemos dar ênfase a estas crianças”, aponta Elizângela, que também lançou um agradecimento à Secretaria Municipal de Educação. “A SME nos apoia de todas as formas”, disse a coordenadora.

Assessoria Prefeitura Municipal de Ponta Grossa