Notícias

Mergulhadores resgatam o técnico e os últimos quatro meninos de caverna na Tailândia

Nesta terça-feira (10) terminou a operação de resgate dos doze meninos e o técnico que estavam presos em uma caverna na Tailândia. A operação durou três dias, começando domingo (8) e terminado na terça, quando foram resgatados os últimos quatro meninos e o técnico. O grupo foi levado a um hospital á cerca de 70 Km da caverna, onde continuam em observação. 

O time ficou preso após entrarem na caverna para se esconder dos temporais. Foram 17 dias presos, onde por 9 dias ficaram sem comer nenhum tipo de alimento. Após o resgate todos foram encaminhados ao hospital Chiangrai Prachanukroh, localizado na província de Chiang Rai. Apesar do longo período sem comer, eles não estão em estado grave de saúde. 

Mesmo sem risco à vida, os doze meninos e o técnico ficarão em estado de quarentena para evitar risco de transmissão de doenças ou infecções. Todo o contato com os familiares é feito através de um vidro. Também estão em estado de quarentena os 44 mergulhadores tailandeses que permaneceram na caverna junto com os meninos.

Devido ao longo período sem comida, a alimentação está sendo reintroduzida aos poucos. Por estarem em restrição alimentar, comeram apenas pão, mingau e um pouco de chocolate, sendo assim, uma dieta rica em proteína para que posam recuperar o que foi perdido durante o tempo na caverna.

Além das restrições alimentares, as doze crianças e o técnico estão submetidos a uma série de cuidados para garantir a recuperação. Elas precisam usar óculos escuros para poder se ajustar a iluminação normal sem risco aos olhos, foram enviadas amostras de sangue para garantir que não contraíram nenhuma doença infecciosa dentro da caverna e estão recebendo assistência psicológica para evitar um possível estresse pós-traumático.

A única casualidade foi a do mergulhador tailandês, Saman Kunan, que ficou sem oxigênio durante o reabastecimento do percurso de 4 Km que separava a entrada da caverna até onde os meninos estavam.