Notícias

Confira a ordem dos acontecimentos que repercutiram sobre um possível habeas corpus ao ex-presidente Lula

Pela manhã, o desembargador federal plantonista do TRF-4, Rogério Favreto concedeu o habeas corpus ao ex-presidente Lula

 

 Pouco tempo após a decisão do desembargador, O Juiz Sergio Moro afirmou que Rogério Favreto é autoridade absolutamente incompetente para sobrepor-se à decisão do Colegiado da 8 Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.”  

 

 Favreto emitiu um novo despacho, autorizando a decisão de conceder a liberdade a Lula

 

 Já no início da tarde, O ministério Público Federal pediu a reconsideração da decisão que dava a liberdade a Lula.

 

 Após o despacho, o desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Lava Jato em segunda instância, se pronunciou, determinando que a Polícia Federal do Paraná “se abstenha de praticar qualquer ato que modifique a decisão colegiada da 8ª Turma."

 

 Mesmo com a decisão de Gebran Neto, Rogério Favreto voltou a ordenar a soltura de Lula.

 

 Já no começo da noite, o presidente do TRF-4, desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, decidiu por manter o ex-presidente preso dando fim ao a discussão do dia.